Polícia investiga morte de adolescente encontrado ferido em rodovia de Itatiba

Menino de 17 anos foi socorrido à Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos.

A Polícia Civil de Itatiba (SP) investiga a morte de um adolescente de 17 anos encontrado ferido na noite de quinta feira (7), na altura do quilômetro 19 da Rodovia Luciano Consoline (SP-063). Ele foi socorrido à Santa Casa, mas não resistiu.

De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Rodoviária foi acionada por volta das 20h40 sobre uma ocorrência na rodovia.

Quando chegaram no local, nada foi encontrado. O Corpo de Bombeiros informou que socorreu a vítima e levou ao pronto-socorro da Santa Casa.

Em seguida, durante conversa com o médico responsável, a morte da vítima foi confirmada, mas não era possível precisar a causa.

A mãe conversou com a Polícia Civil e disse que soube do ocorrido através de uma ligação de outra mãe, que perguntou se estava tudo bem depois que a filha dela havia visto uma postagem sobre um adolescente vítima de um acidente.

A mãe tentou contato com o filho e não conseguiu.

Ela disse aos agentes que o adolescente era um ótimo filho, estudioso e trabalhador.

“Não tinha inimizades e que não havia feito nenhuma reclamação”, ainda segundo o boletim de ocorrência.

O adolescente havia avisado a mãe, por volta das 15h, que faria uma massagem no local de trabalho do amigo.

A última mensagem que recebeu foi às 18h20, onde ele informava que a massagem tinha acabado.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exames necroscópicos.

Compartilhe essa notícia

Quem foi: Madre Teresa de Calcutá?

Madre Teresa foi a fundadora da Ordem das Missionárias da Caridade, uma congregação católica romana de mulheres dedicadas a ajudar os pobres. Considerada uma das maiores humanitárias do século XX, foi canonizada como Santa Teresa de Calcutá em 2016. Quem

Leia mais »

Inscreva-se em nossa news

Em nossa região

Preencha as informações

Oferecemos uma forma auxiliar para ajudar em buscas de pessoas desaparecidas. Pedimos que entre em contato com as centrais de policia mais próxima.

Preencha as informações

Só envie os dados se já tiver procurado as autoridades