MP-SP apura violação de sigilo profissional de enfermeira que ameaçou e vazou dados de Klara Castanho

Promotoria de Justiça da Infância e de Santo André informou que todo o procedimento de entrega do recém-nascido para adoção seguiu integralmente o trâmite previsto no Estatuto da Criança e Adolescente (ECA). Em rede social, atriz relatou violências que sofreu e disse que profissionais de hospital vazaram história sem seu consentimento. O Ministério Público de
O post MP-SP apura violação de sigilo profissional de enfermeira que ameaçou e vazou dados de Klara Castanho apareceu primeiro em Brasil de Hoje.

Promotoria de Justiça da Infância e de Santo André informou que todo o procedimento de entrega do recém-nascido para adoção seguiu integralmente o trâmite previsto no Estatuto da Criança e Adolescente (ECA). Em rede social, atriz relatou violências que sofreu e disse que profissionais de hospital vazaram história sem seu consentimento.

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) informou nesta segunda-feira (27) que está apurando a violação de sigilo profissional de enfermeira que ameaçou e vazou dados da atriz Klara Castanho. As investigações correrão em sigilo.

No sábado (25), a atriz de 21 anos, publicou um relato em suas redes sociais e revelou que foi estuprada, engravidou e decidiu entregar o bebê diretamente para adoção.

A Promotoria de Justiça da Infância e de Santo André informou que todo o procedimento de entrega do recém-nascido para adoção seguiu integralmente o trâmite previsto no Estatuto da Criança e Adolescente (ECA).

A presidente do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), Betânia Maria dos Santos, disse nesta segunda-feira (27) à GloboNews que a enfermeira responsável por ameaçar Klara e vazar os dados pessoais da artista poderá perder o registro profissional.

Tanto o Conselho Federal quanto o Regional de Enfermagem apuram a denúncia da atriz, de que uma enfermeira teria a abordado e ameaçado divulgar para a imprensa informações sobre a entrega para adoção de bebê fruto de um estupro.

Ele escreveu uma carta aberta, na noite do sábado (25), repudiando o vazamento da história.

No domingo (26), em comunicado, o Cofen manifestou “profunda solidariedade à atriz Klara Castanho, que, após ser vítima de violência sexual, teve o seu direito à privacidade violado, durante processo de entrega voluntária para adoção, conforme assegura o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)”.

Informou também que, diante dos fatos, determinou a apuração da ocorrência e “tomará todas as providências que lhe couber para a identificação dos responsáveis pelo vazamento de informações sigilosas pertinentes ao caso”.

“Casos assim devem ser rigorosamente punidos, para que não mais se repitam. Da mesma forma, devem ser execrados comunicadores que deturpam a função social do jornalismo para destruir a vida das pessoas. Vida privada não é assunto público’”, afirma.

O post MP-SP apura violação de sigilo profissional de enfermeira que ameaçou e vazou dados de Klara Castanho apareceu primeiro em Brasil de Hoje.

Compartilhe essa notícia

Quem foi: Madre Teresa de Calcutá?

Madre Teresa foi a fundadora da Ordem das Missionárias da Caridade, uma congregação católica romana de mulheres dedicadas a ajudar os pobres. Considerada uma das maiores humanitárias do século XX, foi canonizada como Santa Teresa de Calcutá em 2016. Quem

Leia mais »

Inscreva-se em nossa news

Em nossa região

Preencha as informações

Oferecemos uma forma auxiliar para ajudar em buscas de pessoas desaparecidas. Pedimos que entre em contato com as centrais de policia mais próxima.

Preencha as informações

Só envie os dados se já tiver procurado as autoridades